S@T & CF-e(sat sp)

Perfect for bussy and active people like you

Mais importante que o S@T, é o software para restaurante, bar, padaria, fast food e varejo com ele você gera os cupons fiscais. Caso você não cadastre os produtos de forma correta com os tributos devidos exigidos pela SEFAZ você pode ser multado.

Fique tranquilo, nosso sistema não depende de INTERNET!

Isto significa que você já tem duas vantagens em contratar a X-Point Soluções:

Perfect for bussy and active people like you

1) Mesmo que a sua internet fique sem funcionamento por até 10 dias, você conseguirá vender normalmente.
2) Os dados alimentados no sistema referente aos clientes, produtos e vendas ficarão no computador DO SEU COMÉRCIO e não em servidores de terceiros!

O que é o S@T?
A sigla “Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos”. Trata-se de um projeto da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (SEFAZ/SP), qual visa a substituição dos equipamentos "Impressora Fiscal" de emissão de cupom fiscal (ECF).
O que é o NFC-e?
A NFC-e é um documento eletrônico (arquivo de computador) que substituirá as notas fiscais de venda ao consumidor, modelo 2 e o cupom fiscal emitido por ECF com grandes vantagens para as empresas, para o Fisco e para a sociedade. O procedimento operacional é muito parecido com da NF-e.
E o “antigo” ECF, deixará de existir?
Sim, por enquanto apenas no Estado de São Paulo, é necessário atenção ao cronograma para atender os prazos estabelecidos para alteração.
Qual a diferença entre S@T e NFC-e? Posso escolher qual utilizar?

Ambos os documentos visam substituir o ECF, porém, no caso do Estado do São Paulo existe a obrigatoriedade do equipamento S@T para contingência (caso este não seja o método padrão da empresa).

O "Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos" em São Paulo se tornará o padrão a ser utilizado, pois operacionalmente os documentos poderão ser autenticados mais rápidos sem depender do bom funcionamento da internet, isto é uma vantagem do S@T sobre a NFC-e. Porém, a principal desvantagem que consideramos neste momento, é a necessidade de compra do "hardware"(atualmente um valor médio de R$ 1200,00), equipamento desnecessário para NFC-e.

Posso optar pelo NFC-e e não investir no equipamento?
Não, no Estado de São Paulo é obrigatório o uso do SAT conforme foi publicado a Portaria CAT-147.
E quanto ao software para comunicar com estas tecnologias (S@T e NFC-e), haverá um emissor gratuito?
A SEFAZ/SP divulgou que não haverá softwares gratuitos e que devem ser adquiridos através de empresas homologadas para esta finalidade.
Resumindo, para quem é do Estado de São Paulo, o S@T é parecido com as tradicionais máquinas de ECF na qual o software encaminha as informações para o equipamento a imprime-se um cupom?
Não podemos dizer que é “parecido”, mas sim que tem a função de substituição. O equipamento S@T é muito mais moderno e tem a função exclusiva de autenticar e transmitir, ou seja, não faz a impressão. A impressão por sua vez pode ocorrer em impressoras comuns (jato de tinta e laser, por exemplo) ou (a mais indicada) impressoras não fiscais térmicas. Será impresso o QRCode automaticamente ao cupom, assim o consumidor poderá consultar através de um computador ou dispositivos móveis a compra efetuada.
A XPoint Soluções é cadastrada na SEFAZ/SP para esta finalidade?
Sim. somos cadastrados e homologados pela SEFAZ como empresa desenvolvedora (Software House).
A XPoint Soluções desenvolveu software para o S@T ou para o NFC-e?
Para todas modalidades (S@T, NFC-e, NF-e e NFSe). Somos uma empresa de prestação de serviços e desenvolvemos softwares para os diversos segmentos e portes de empresas. Além desta área “fiscal”, também desenvolvemos softwares para controle de estoque, compras, controle de produção, pcp, financeiro, fiscal, contábil, faturamento, vendas e similares. Ou seja, temos o ERP completo.
E quanto aos equipamentos, a XPoint Soluções comercializa?
Sim, somos uma empresa de desenvolvimento de software (Software House) e vendemos hardware. Podendo assim fornecer uma solução completa para todos nossos clientes, fornecendo os melhores hardwares, das marcas mais conceituadas no mercado, e mais importante, com total compatibilidade com nossos softwares.
E como faço para saber os valores do software e hardware?
Através do site, preenchendo os campos da guia contato, ou via email: comercial@xpointst.com.br(faça-nos uma breve descrição da necessidade e informe o CEP para entrega/instalação).

Fonte oficial S@T: http://www.fazenda.sp.gov.br

A X-Point Soluções faz manutenção em hardwares?
Sim. temos um laboratório especializado para a manutenção de hardware com técnicos altamente capacitados.
Conheça nossos softwares fiscais em nossos downloads
CONHECER

Quem precisa substituir as Impressoras Fiscais?

Veja abaixo tabela do resumo das regras de obrigatoriedade do S@T.

Data Hipóteses de obrigatoriedade
1º/07/2015 Novos estabelecimentos:
- ECFs que tenham mais de 5 anos desde a primeira lacração, para as seguintes CNAEs: 4731800, 4771701 e 4781400;
- Contribuintes que utilizavam SEPD em substituição ao ECF.
1º/08/2015 – ECFs que tenham mais de 5 anos desde a primeira lacração, para as seguintes CNAEs: 4712100, 4744005, 5611201 e 5611203.
1º/09/2015 – ECFs que tenham mais de 5 anos desde a primeira lacração, para as seguintes CNAEs: 4530703, 4711302, 4713001, 4721102, 4721104, 4722901, 4729699, 4744001, 4744099, 4753900, 4754701, 4761003, 4771702, 4772500, 4774100, 4782201 e 4789099.
1º/10/2015 - Demais CNAEs cujos ECFs que tenham mais de 5 anos desde a primeira lacração.
1º/01/2016 – Em substituição à Nota Fiscal de venda a consumidor (mod 2) para os contribuintes que faturaram R$ 100 mil ou mais em 2015;
– Postos de combustível, em substituição à Nota Fiscal de venda a consumidor (mod 2).
– ECFs que tenham mais de 5 anos desde a primeira lacração, para as seguintes CNAEs: 4711301, 4711302 e 4712100.
1º/01/2017 – Em substituição à Nota Fiscal de venda a consumidor (mod 2) para os contribuintes que faturaram R$ 80 mil ou mais em 2016;
– Prazo final para os postos de combustível cessarem TODOS os ECFs.
1º/01/2018 – Em substituição à Nota Fiscal de venda a consumidor (mod 2) para os contribuintes que faturaram R$ 60 mil ou mais em 2017.